1. Quais são as formas de ingresso nos cursos do IFSULDEMINAS?
2. Quais são as diferenças entre as modalidades de curso técnico: “Integrado”, “subsequente”, “concomitante” e “Proeja”?



1. Quais são as formas de ingresso nos cursos do IFSULDEMINAS?

Cursos técnicos: é necessário prestar o vestibular do IFSULDEMINAS, constituído por prova objetiva e redação. Este processo seletivo acontece duas vezes ao ano e vale para as três modalidades de curso técnico: subsequente, concomitante e integrado. Para candidatos a cursos na modalidade a distância, o processo seletivo é realizado por meio de sorteio. Para ingressantes do PROEJA, a seleção também ocorrer desta forma.

Cursos superiores: os candidatos aos cursos de graduação poderão optar por fazer o Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) e se inscrever no SiSU (Sistema de Seleção Unificada) ou realizar o vestibular do IFSULDEMINAS. O Instituto disponibiliza 70% das vagas de graduação pelo SiSU, o sistema gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC), no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Enem. Cadastrando sua nota do Enem no SiSU, você pode optar por concorrer em mais de uma instituição, informando o grau de preferência por cada uma delas. Procure: Instituto Federal do Sul de Minas Gerais.

voltar ao topo

2. Quais são as diferenças entre as modalidades de curso técnico: “Integrado”, “subsequente”, “concomitante” e “Proeja”?

A modalidade integrado é aquela em que o aluno cursa, ao mesmo tempo, o Ensino Médio e o técnico na mesma instituição de ensino (no caso, o IFSULDEMINAS). A modalidade subsequente é aquela destinada a alunos que possuem o Ensino Médio completo, independente da instituição onde foi cursado. Já o técnico na modalidade “concomitante” permite que o aluno estude no IFSULDEMINAS, ao mesmo tempo em que cursa o Ensino Médio em outra instituição. Por fim, a modalidade PROEJA (Programa de Educação de Jovens e Adultos) é aquela destinada a jovens que não cursaram o Ensino Médio na faixa etária comum (entre 14 e 18 anos). Por isso, destina-se a jovens com mais de 18 anos de idade ou adultos que não possuem o Ensino Médio completo e que pretendem cursá-lo junto com o curso técnico.

voltar ao topo


3. O que é “Ação Afirmativa”?

Do total de vagas oferecidas em cada vestibular, para cada curso e turno, 50% são reservadas para ação afirmativa, ou seja, para candidatos que estudaram integralmente na rede pública (é considerado o Ensino Fundamental, no caso de candidatos a cursos técnicos, e o Ensino Médio, no caso dos cursos superiores). Destas vagas, a metade está reservada aos candidatos que comprovarem renda familiar por pessoa igual ou inferior a um salário mínimo e meio, ou R$ 1017,00 por pessoa da família; e, dentro destas últimas, 53% das vagas são reservadas aos candidatos que se autodeclararem pretos, pardos ou índios (de acordo com a população de Minas Gerais, em levantamento realizado pelo IBGE). Confira o exemplo abaixo:

Para concorrer às vagas de ação afirmativa, o candidato deverá comprovar essas informações, conforme regras estabelecidas no edital de cada vestibular.

Obs.: Candidatos com deficiência comprovada em laudo médico recente NÃO se enquadram em Ação Afirmativa. Porém, 5% do total de vagas de cada curso são destinados exclusivamente a estes candidatos.

voltar ao topo

 

4. Qual a diferença entre curso técnico e curso de tecnologia?

Curso técnico: é um curso de nível médio que objetiva capacitar o aluno com conhecimentos teóricos e práticos nas diversas atividades do setor produtivo. Acesso imediato ao mercado de trabalho é um dos propósitos dos que buscam este tipo de formação, além da perspectiva de requalificação ou mesmo reinserção no setor produtivo. Para a obtenção do diploma de técnico, é necessária a conclusão do Ensino Médio.

Curso superior de tecnologia: é um curso de graduação que geralmente dura menos tempo que os do tipo bacharelado ou licenciatura. A diferença é que estes dois últimos oferecem uma formação mais generalista, enquanto os tecnólogos obtêm especialização profissional em áreas específicas orientadas ao mercado de trabalho. É preciso ter concluído o Ensino Médio para cursá-lo.

voltar ao topo


5. O Instituto Federal é igual a uma universidade federal?

Apesar de ambos serem autarquias federais, possuem atuações diferentes. Uma universidade federal atua apenas com cursos superiores, oferecendo cursos de graduação e pós-graduação. Já o modelo dos institutos federais (IF's) é diferente, pois estão aptos a atuar em diversas modalidades de ensino, que abarcam desde o Ensino Médio à pós-graduação, oferecendo cursos como as universidades, as escolas públicas estaduais e os centros de ensino do Sistema S. A lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008 (que instituiu os Institutos Federais), determina que os IF's tenham 50% das vagas destinadas a cursos técnicos, 30% para o ensino superior e 20% para cursos de licenciatura. Essa distribuição é a diferença fundamental entre os institutos e as universidades.

voltar ao topo

 

6. Existe algum tipo de auxílio estudantil para os alunos que ingressam no IFSULDEMINAS?

Sim. O Programa Auxílio Estudantil é destinado aos estudantes que se encontram em situação de vulnerabilidade social e que, portanto, necessitam de auxílio para garantir a sua permanência na instituição. O valor do auxílio não necessariamente corresponde ao valor total das despesas do estudante, mas a um valor que minimize seus gastos. São quatro as modalidades de auxílio:

  • Auxílio Transporte: consiste em auxílio financeiro para custear o deslocamento do estudante no trajeto casa-instituto, para aqueles que comprovem situação de vulnerabilidade social. Este auxílio possui três diferentes valores: municipal - R$ 70,00; intermunicipal - R$ 120,00 e R$ 200,00;

  • Auxílio Moradia: contribui com despesas referentes à moradia do estudante que vem de outra localidade. O valor do auxílio é de R$ 210,00 (duzentos e dez reais) por parcela.

  • Auxílio Alimentação: esta modalidade tem como objetivo oferecer condições para atender as necessidades de alimentação básica dos discentes do IFSULDEMINAS, de modo a contribuir para sua permanência e conclusão do curso. É disponibilizado somente aos discentes que não possuírem o direito de realizar suas refeições no câmpus gratuitamente. O auxílio alimentação possui duas modalidades: uma delas pode ser repassada aos estudantes que saem do trabalho e vão direto para o câmpus/aula, ou que são de outra cidade e se deslocam todos os dias para a cidade do câmpus, tendo como valor R$ 70,00 e a outra modalidade é prioritariamente para aqueles estudantes que não residem com a família, ou seja, que residem em repúblicas, pensões e similares, cujo valor disponibilizado é de R$ 130,00.

  • Auxílio Material Didático-pedagógico - Visa atender aos discentes que necessitam de apoio para materiais didáticos específicos do seu curso através de concessão de auxílio financeiro para compra de material didático-pedagógico. O valor desse auxílio é de R$ 25,00 mensal.

  • Auxílio Creche - Trata-se de um auxílio financeiro mensal que tem por objetivo custear parte das despesas dos discentes em situação de vulnerabilidade socieconômica no cuidado de seus dependentes em idade pré-escolar (de zero a seis anos incompletos), durante o período de aula. O valor deste auxílio é de R$ 150,00.

    voltar ao topo

 

7. Como posso obter mais informações sobre o vestibular do IFSULDEMINAS?

Entre em contato conosco, enviando suas dúvidas para o e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

voltar ao topo

 


8. Não quero fazer faculdade. Devo fazer um curso técnico?

R.:  O curso técnico não substitui um curso superior (faculdade), assim como o curso superior não substitui o curso técnico. São modalidades diferentes: no curso superior, o aluno aprende e desenvolve diversos temas da área escolhida (exemplo: engenharia), passando mais tempo na escola; já o curso técnico é mais rápido (exemplo: técnico em Edificações) e, como o próprio nome diz, ensina ao aluno a "técnica", ou seja, o "saber fazer". Por isso, técnicos são profissionais especializados em uma parcela de determinada área, enquanto graduados conhecem esta área de forma generalizada. Escolher entre um ou outro vai depender do seu objetivo.


voltar ao topo

 

9. Qual a diferença entre: Bacharelado, Tecnologia e Licenciatura?

R.:  Bacharelado - curso superior generalista, de formação científica ou humanística, que confere ao diplomado competências em determinado campo do saber para o exercício de atividade profissional, acadêmica ou cultural, com o grau de bacharel.

Licenciatura - curso superior que confere ao diplomado competências para atuar como professor na educação básica, com o grau de licenciado.

Tecnológico - curso superior de formação especializada em áreas científicas e tecnológicas, que confere ao diplomado competências para atuar em áreas profissionais específicas, caracterizadas por eixos tecnológicos, com o grau de tecnólogo.

voltar ao topo

 

10. Cursos a distância têm o mesmo valor que os cursos presenciais?

R.:  Sim. Com as tecnologias e recursos disponíveis aos alunos, a maioria dos cursos pode ser ministrado a distância, sem prejuízo do aprendizado. Além disso, estudar a distância permite gerenciar melhor o tempo, já que o aluno pode escolher o melhor horário para se dedicar às disciplinas e atividades. No entanto, antes de fazer um curso a distância, esteja consciente de que exige muita responsabilidade e disciplina, pois você deve saber administrar os recursos em suas mãos.

voltar ao topo

 

11. Meu diploma de tecnólogo vale pra concurso?

R.:  Depende da vaga. Alguns cargos exigem a formação "tecnólogo", outros "bacharelado". Alguns também podem ser exercidos pelos dois. Mas, seja qual for o concurso, leia atentamente o edital, para se certificar que está apto a assumir.

voltar ao topo